Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Mário de Andrade: Louvação Matinal 17 de outubro de 2012

Esta situação de aprendizagem faz parte da aula 3/4 da Oficina De Empreendedorismo, do Projeto Trilha Jovem. Foi extraída das Referências para a Ação Docente, manuais do educador elaborados pela Germinal Consultoria, que descrevem passo-a-passo cada sessão de aprendizagem.

Atividade 4. Rodando o PDCA

Em painel, distribua cópias de um excerto do poema Louvação Matinal, de Mário de Andrade. Peça para os jovens fazerem uma leitura silenciosa.

LOUVAÇÃO MATINAL(excerto)…Que a vida de cada qual seja um projeto de casa!Sêco, o projeto agride o ôlho da gente no papel,

Porém quando a casa se agarra no lombo da terra,

Ela se amiga num átimo com tudo o que enxerga em volta,

Se adoça, perde a solidão que tinha no projeto,

Se relaciona com a existência, um homem vive nela,

E ela brilha da fôrça do indivíduo e o glorifica

Deflorar a virgindade boba do que tem de vir!…

Eu nunca andei metido em sortes nem feitiçarias,

Não posso contar como é a sala das cartomantes,

E minhas mãos só foram lidas pelos beijos das amadas,

Porém sou daqueles que sabem o próprio futuro,

E quando a arraiada começa, não solto a rédea do dia,

Não deixo que siga pro acaso, livre das minhas vontades.

O meu passado… Não sei. Nem nunca matuto nele.

Quem vê na noite? o que enxerga na natureza assombrada?

O que passou, passou; nossa vaidade é tão constante,

Os preconceitos e as condescendências são tão fáceis

Que o passado da gente não é mais

Que um sonho bem comprido aonde um poder de sombras lentas

Mostram que a gente sonhou. Porém não sabe o que sonhou…

Não recapitular! Nunca rememorar!

Porém num rasgo matinal, em coragem perpétua

Ir continuando o que um dia a gente determinou!

Eu trago na vontade todo o futuro traçado!

Não turtuveio mais nem gesto meu para indeciso!

Passam por mim pampeiros de ambições e de conquistas,

Chove tortura, estrala o mal, serenateia a alegria,

Futuro está gravado em pedra e não se apaga mais!

Por isso é que o imprevisto é para mim mais imprevisto,

Guardo na sensação o medo ágil da infância,

Eu sei me rir! Eu sei me lastimar com ingenuidade!

ANDRADE, M. Poesias Completas. São Paulo, Livraria Martins Editora, 1974, p. 194.

A seguir, explique o que é um jogral e lance um desafio: o grupo deverá criar um jogral do poema, de forma a produzir uma leitura com arte. Pergunte: como ficaria bonita a interpretação da poesia através de um jogral? Como produzir belos efeitos com o ritmo e a divisão da leitura, a utilização de vozes diferentes, etc.

Transfira a responsabilidade ao grupo de propor a organização do jogral. O poema pode ser dividido em partes e cada parte poderá ser lida por um, alguns ou todos os jovens, com ritmo e sincronia. Assim que o grupo chegar a uma proposta de realizar o jogral, peça para todos se levantarem para ensaiar.

(Deixe o grupo agir por algum tempo. Observe momentos de propostas, planejamento da ação, experimentação – ensaio)

Depois do ensaio, mudanças e ajustes podem ser realizados para melhorar o resultado. Proponha um novo ensaio. O grupo experimenta nova execução.  Depois, volta a avaliar e aperfeiçoar, assim por diante, enquanto o interesse dos participantes se mantiver. Por fim, o grupo deve fazer a sua apresentação “final” em jogral do poema completo.

Novamente sentados em semicírculo, peça ao grupo para comentar a atividade. Depois, fale sobre como a dinâmica do jogral, vivenciada pelos jovens, pode ser uma forma de exercitar a “rodagem” do PDCA, uma técnica para promover a excelência em serviços. A seguir, apresente o PDCA como uma das ferramentas básicas da qualidade.

Em painel, encerre o dia com novo círculo de energia, fazendo variações em relação aos utilizados em aulas anteriores.

Anúncios
 

Mário Andrade: poeta e educador

Mário de Andrade por Tarsila do Amaral

Iniciamos a publicação de uma nova categoria de postagens: Arte e Educação. Nela, iremos identificar e indicar textos que falem de grandes artistas brasileiros: poetas, escritores, músicos, arquitetos, pintores, escultores, cineastas, dramaturgos, atores…

Ao buscar os textos, teremos o cuidado de selecionar os que possam apoiar, fundamentar ou dar indicações para o uso da arte no que já denominamos de Aprendizagem Criativa. Daremos prioridade aos textos que falem também sobre o processo criativo daquele autor.

Nos posts dessa categoria iremos buscar o educador e explorar o uso educacional possível da obra dos grandes artistas brasileiros. Em um primeiro post falaremos do criador e indicaremos um artigo ou vídeo sobre ele, sempre disponível na Internet. Em post imediatamente posterior, publicaremos um exemplo do uso educacional de sua obra.

Começaremos com Mário de Andrade. Do texto que indicaremos, extraímos o seguinte parágrafo:

No artigo “A personalidade poética de Mário de Andrade”, seu autor Carlos Burlamáqui Köpke expressa a opinião de que Mário de Andrade “…pertencia, sem dúvida alguma, à família de poetas como T. S. Eliot e Pessoa, nos quais, convergindo para a unidade do ser e do espírito, se associam a mais completa liberdade de anseios, de impulsos anímicos, de peregrinações agônicas pelos temas, e a disciplina interior da própria razão legisladora. O que quer dizer: sem deixar de ter sido um grande artista, foi, a par, um grande doutrinador…” (13, p. 53).

O parágrafo foi retirado do artigo “A dramatização da experiência vivida na poesia de Mário Andrade”, de  Zuzana Burianová. O artigo completo pode ser acessado clicando aqui.

 

Trilha Jovem Iguassu realiza projetos sustentáveis em pontos turísticos de Foz 30 de agosto de 2012

O site do “POLO IGUASSU”- INSTITUTO POLO INTERNACIONAL IGUASSU, publicou a seguinte notícia:

Desde julho, acontece no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) a edição 2012 do Projeto Trilha Jovem Iguassu, uma iniciativa do POLOIGUASSU, viabilizado através de importantes parcerias com Itaipu Binacional, Fundação Parque Tecnológico de Itaipu, Cataratas do Iguaçu S.A, instituições, empresas e trade turístico de Foz.

O programa visa ampliar a inserção, a permanência e a ascensão profissional de jovens de baixa renda no setor de turismo na cidade e região, por meio de atividades pedagógicas e vivências profissionais, através de uma metodologia dividida em três eixos. O primeiro, Promover o Desenvolvimento Sustentável do Turismo, está em execução e irá apresentar projetos propostos pelos próprios alunos que apresentaram suas propostas de trabalho e foram a campo em busca de recursos e estrutura para execução. 

Como resultado, ações que envolvem conscientização – ambiental e turística -, preservação e sustentabilidade, serão realizados em vários atrativos e locais da cidade. Segundo Carolina Scheffer, aluna do projeto e que irá realizar um trabalho junto à Feira da JK, o grupo “gostaria de realizar um dia diferente, com a devida estrutura para os turistas. Vamos colocar barracas temática e mascotes, como o Quati, visando chamar a atenção das pessoas. Além disso, faremos um questionário para coletar sugestões”. Segundo ela, em um segundo momento, buscar parcerias para colocação de lixeiras e para a divulgação de conteúdo através panfletos ajudaria no sucesso trabalho.

As ações dos alunos do TJI poderão ser vistas por toda a cidade e todo morador é convidado a participar. Mais informações aqui mesmo no site www.poloiguassu.org/trilhajovem ou pelo telefone (45) 3576-7112

O “POLO IGUASSU”- INSTITUTO POLO INTERNACIONAL IGUASSU é uma associação de direito privado, sem fins econômicos, com características de entidade trinacional, que obedece à legislação brasileira em Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Brasil: à legislação argentina em Puerto Iguazú, Província de Missiones, Argentina; e à legislação paraguaia em Cildade del Este, Departamento de Alto Paraná, Paraguai. Criado para apoiar as iniciativas, instituições e desenvolvimento da Região Trinacional e do Mercosul; atua nas áreas científico-tecnológica, cultural, ecológica e do meio-ambiente, educaciona, esportiva, de desenvolvimento Institucional e sócio-econômica. No site do Instituro, indicado na notícia,  estão reunidas as informações sobre o desenvolvimento do Trilha Jovem em Foz do Iguaçu, desde 2006.

O Trilha Jovem é um projeto cujo currículo foi desenvolvido pela Germinal Consultoria para o Instituto de Hospitalidade, de Salvador (Ba). Depois de sua implantação em Salvador, o projeto, financiado pelo BID e pelo Ministério do Turismo e outras instituições nacionais e internacionais, ganhou dimensão nacional, incluindo Foz do Iguaçu.  Nesse processo, a Germinal desenvolveu todas as referências para ação docente dos três eixos do Projeto:

  • Eixo I: Promover o desenvolvimento sustentável do turismo
  • Eixo II: Promover a excelência em serviços
  • Eixo III: Construir um plano de vida e carreira

 

 

Programa Portal do Futuro abre mais 300 vagas em 2012 e interior ganha duas turmas 16 de julho de 2012

O site do Senac Rio, em 09 de julho de 2012 publicou a seguinte notícia sobre o Projeto Portal do Futuro.

Programa Portal do Futuro abre mais 300 vagas em 2012 e interior ganha duas turmas. Atento para o crescimento econômico, nos mega eventos e na atual demanda do mercado de trabalho no Estado do Rio de Janeiro, o Senac Rio oferece pelo programa Portal do Futuro a oportunidade para jovens de baixa renda e em risco social se prepararem para a primeira experiência profissional. Com aulas de cidadania e de inglês, e capacitação em cursos na área de hospitalidade, além de vivência profissional em uma empresa, o projeto social abre 300 vagas para quem tem entre 16 e 22 anos de idade.

As inscrições podem ser feitas de 9 de julho a 17 de agosto em uma das sete unidades do Senac Rio que receberão o Portal do Futuro. A novidade é que desta vez jovens de duas cidades do interior do Estado do Rio de Janeiro poderão participar. Serão abertas turmas nas unidades de Petrópolis e Resende.

Para participar, é necessário ter renda familiar per capita de até dois salários mínimos e cursar pelo menos o 1º ano do ensino médio. Na inscrição, o candidato deve apresentar originais e cópias dos seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de escolaridade e de residência (menores de 18 devem apresentar, ainda, documentação do responsável). Após essa etapa, há um processo de seleção. As aulas começam no dia 27 de agosto.

O Programa
O Portal do Futuro existe desde 2000 e já formou mais de seis mil pessoas. O objetivo é atuar junto ao jovem para transformá-lo no convívio social e para a vida profissional. Esta é a primeira vez que o programa é exclusivamente direcionado para a área de gastronomia e turismo, e oferece, além da programação pedagógica, um curso de capacitação profissional. Em 2011, uma pesquisa do Senac Rio apontou que 97% dos alunos egressos do programa declararam ter percebido mudança em suas vidas profissionais.

Durante os sete meses do programa, os alunos têm 316 horas de aulas distribuídas em oficinas que compõem três projetos (Ser Pessoa, Ser Cidadão e Ser Profissional). Na primeira fase, atividades de autoconhecimento e reforço da autoestima auxiliam os jovens a traçar perspectivas concretas de futuro. Na etapa seguinte os focos são direitos e deveres, bem como o papel do indivíduo nas comunidades em que vivem. Na terceira fase, o aluno desenvolve competências pessoais e profissionais, como espírito de equipe, inovação, liderança e foco em resultados.

Após esta etapa, os jovens terão 160 horas de capacitação profissional no curso escolhido na área de hospitalidade. Para ficarem mais preparados para os eventos internacionais eles receberão 60 horas de aulas de inglês. Neste período, serão realizadas palestras com profissionais renomados e visitas guiadas a hotéis, agencias de viagens e bastidores de eventos. Por fim, o aluno passa por vivência em empresas para observar o cotidiano de trabalho ou podem já ser encaminhados para oportunidades de emprego pelo Click Oportunidades, programa do Senac Rio.

Mais informações pelo Disque Senac: 4002-2002

O Projeto Portal do Futuro, destinado aos jovens do Estado do Rio de Janeiro, foi desenvolvido como uma primeira e exemplar  aplicação da Proposta Pedagógica do Senac Rio. Tanto a elaboração da proposta quanto o desenho do Portal do Futuro contaram com o apoio da Germinal Consultoria. A experiência de elaboração da proposta e o currículo do Portal do Futuro estão registrados no livro A Construção da Proposta Pedagógica do Senac Rio. Para mais informações sobre a proposta pedagógica, o livro e o Portal do Futuro, clique aqui.

 

Projeto Trilha Jovem 28 de junho de 2012

 

O Projeto Trilha Jovem nasceu de uma proposta curricular desenvolvida, em 2001, pela Germinal Consultoria para o Instituto de Hospitalidade (IH), de Salvador, na Bahia.

Essa primeira versão foi alterada pelo IH nas primeiras implementações, em 2004. Depois, em 2006, a versão original e a inicialmente implementada foram fundidas na versão atual, que ganhou dimensão nacional. A Germinal contribuiu nesse trabalho.

A partir da crítica, sistematização, reformulação e ampliação dos planos de aula utilizados nas primeiras implementações, a Germinal criou também as Referências para a Ação Docente (Eixos I, II e III), que são manuais que apresentam sugestão, passo a passo, de desenvolvimento de todas as unidades curriculares do Projeto. As Referências para a Ação Docente facilitam e são fundamentais na manutenção da qualidade  da expansão nacional do Projeto.

 

 

Trilha Jovem Igassu 19 de outubro de 2011

Postamos a seguir um vídeo sobre o Projeto Trilha Jovem, que foi desenvolvido contando com os serviços da Germinal Consultoria. Além da consultoria no desenho do currículo,  a Germinal criou as Referências para a Ação Docente para todas as unidades curriculares do Projeto. Esse trabalho foi realizado a partir da crítica, sistematização, reformulação e ampliação dos planos de aula utilizados nas primeiras implementações do Projeto, pelo Instituto de Hospitalidade (IH), em Salvador (BA).

 

Catar feijão para redigir uma biografia 27 de setembro de 2011

O poema Catar Feijão, de João Cabral de Melo Neto, foi usado em uma situação de aprendizagem em que o desafio era a redação de uma  biografia. A situação de aprendizagem, apresentada nesta página, está incluída em  uma sessão de aprendizagem da Oficina de Comunicação Oral e Escrita, Eixo I – Competências Básicas para o Trabalho,  dimensão Ser Pessoa,  do  Programa Jovem Aprendiz Rural.  O Programa foi totalmente desenvolvido pela Germinal Consultoria para o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) – Administração Regional do Estado de São Paulo, entre 2004 e 2006.

II. A Biografia do Futuro

Major Clanger, Sunset behind Astoria-Megler Bridge - Flickr

Relaxamento e Imaginação ativa

Providencie um fundo musical suave e alegre (As Quatro Estações de Vivaldi, por exemplo). Oriente um relaxamento pedindo aos participantes para se posicionarem de forma confortável em seus lugares, fecharem os olhos e se concentrarem na respiração, inspirando e expirando profundamente. Peça para relaxarem pés, pernas tronco, ombros, nuca, face, pálpebras e testa, sempre respirando profundamente.

Depois, inicie um processo de imaginação ativa. Informe-os que eles estão com vinte e cinco anos (sempre na terceira pessoa do singular). Peça para se olharem com vinte e cinco. O corpo, a pele (que melhorou muito), os cabelos (que estão com outro visual).

Siga falando que faz uma linda manhã e eles estão se preparando para ir ao trabalho. Olham-se no espelho e se dão conta que o tempo passou depressa. Parece que outro dia mesmo estavam terminando o Programa de Aprendizagem Rural.

Você se lembra do “Projeto de Vida” que elaborou nessa ocasião? De lá para cá muita coisa mudou na sua vida. E o melhor é que você soube se adequar às circunstâncias, às oportunidades que foram surgindo. Teve muitas surpresas também, nesse período. Algumas ótimas. Sua vida afetiva virou de cabeça para baixo e ficou intensa, rica. É… parece que não tem do que reclamar. Bem, acho melhor você acabar de se arrumar, senão vai se atrasar para o trabalho.

Faça uma pequena pausa deixando apenas o som do fundo musical. Depois, devagar, peça para os jovens abrirem os olhos e tomarem contato com o ambiente.

Biografia do futuro

Aproveitando o aquecimento da atividade anterior, informe que os aprendizes vão elaborar uma biografia do futuro. Distribua folhas de papel em branco. Peça para localizarem a orientação específica no Cartilha do Aprendiz e coloque-se à disposição para esclarecimentos.

Biografia do Futuro: Trabalho individual

Muita coisa já aconteceu na sua vida, desde que terminou o Programa de Aprendizagem Rural. Conte tudo o que aconteceu nesse período.Escreva sobre sua vida desde o curso até o seu momento atual, com a idade de 25 anos.Não se esqueça de abordar todos os aspectos da sua existência: profissional, educacional, familiar, afetivo, etc. Utilize a primeira pessoa do singular, escreva frases curtas.

Durante a redação, o silêncio deve ser total, com exceção da música de fundo que permanecerá audível até o encerramento da atividade.

Catar feijão

Depois de concluírem seus textos, solicite para os aprendizes localizarem, no Cartilha do Aprendiz, a poesia Catar Feijão, de João Cabral de Melo Neto e fazerem uma leitura silenciosa.

Texto de Apoio 8: Catar feijão

Catar feijão se limita com escrever:
joga-se os grãos na água do alguidar
e as palavras na da folha de papel;
e depois, joga-se fora o que boiar.
Certo, toda palavra boiará no papel,
água congelada, por chumbo seu verbo:
pois para catar feijão, soprar nele,
e jogar fora o leve e oco, palha e eco.

      Ora, nesse catar feijão, entra um risco:
o de entre os grãos pesados entre
um grão qualquer, pedra ou indigesto,
um grão imastigável, de quebrar dente.
Certo não, quanto ao catar palavras:
a pedra dá à frase seu grão mais vivo:
obstrui a leitura fluviante, flutual,
açula a atenção, isca-a com o risco.

Melo Neto, João Cabral. Obra Completa, Rio de Janeiro, Editora Nova Aguilar, 1999.

Extraia com os aprendizes as idéias da poesia, sobre a comparação entre catar feijão e escrever. A busca das palavras mais adequadas, a eliminação do que não encaixou bem, do que não deu um bom tom, o encontro da palavra que desperta o leitor… Fale sobre a importância do trabalho artesanal de construir um texto: o rascunho obrigatório, a leitura crítica – do próprio autor ou de outra pessoa – e as correções para fazer o texto definitivo, a consulta ao dicionário e à gramática.

A revisão, ou leitura crítica, feita por olhos estranhos, ajuda a detectar imprecisões e descobrir inúmeras possibilidades de melhorar o texto. Quando a revisão é feita pelo autor, convém aguardar um tempo para conseguir um distanciamento crítico. Isso ajuda a perceber mais os erros e as possibilidades de aprimorar o texto.

No trabalho nem sempre é possível ter esse tempo, então é interessante contar com a revisão de um colega.

Trabalho em duplas

Neste momento, os participantes devem escolher (e é importante que escolham realmente) seus pares, formando duplas, para dar prosseguimento ao trabalho de elaboração da biografia. Peça que eles localizem na Cartilha do Aprendiz a instrução para o trabalho em duplas. Coloque-se à disposição para esclarecimentos.

Biografia Futura: revisão compartilhada

a) Trocar as redações e fazer uma primeira leitura da biografia do colega silenciosamente, sem comentários ou interrupções.

b) Ler pela segunda vez, fazendo revisão. Assinalar, com um lápis, as partes que não entendeu completamente ou teve dificuldade inicial para entender e tudo o que considerar que precisa ser corrigido: coerência, organização dos parágrafos, sinais de pontuação, correção da grafia, acentuação gráfica e concordância.

c) Conversar sobre a biografia de cada um, uma de cada vez, cada um comunicando ao outro as partes assinaladas e explicando as razões.

d) Destrocar as redações, fazer individualmente a versão final da autobiografia futura.

Depois das duplas concluírem seus trabalhos, peça para que todos afixem suas biografias do futuro em lugar visível. Depois, faça a proposta de um pequeno intervalo.

Este post foi publicado originalmente no blog Aprendendo com poesia.

 

 
%d blogueiros gostam disto: