Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Instituto Polo Iguassu abre processo seletivo para o Projeto Trilha Jovem 10 de maio de 2014

Filed under: Projeto Trilha Jovem — José Antonio Küller @ 1:24 pm
Tags: , ,

Já está aberto o processo seletivo para os adolescentes participarem do Projeto Trilha Jovem Iguassu. As inscrições podem ser feitas através do site http://www.trilhajovem.com.br/inscricao.

O projeto Trilha Jovem Iguassu – Turismo e Inclusão Social prepara jovens para ingressar, permanecer e crescer no mercado de trabalho no setor de turismo.

O Polo Iguassu foi executor do Projeto Trilha Jovem Iguassu – Turismo e Inclusão Social nos anos de 2006 a 2009, sendo eleito nacionalmente como o melhor destino. Foram selecionados ao todo cerca de 600 jovens, e cerca de 50% deste total conquistaram a inserção profissional. Em 2012 o projeto foi retomado, selecionou 90 jovens e inseriu no mercado de trabalho 65% deles.

O projeto conta com o apoio do Parque Tecnológico Itaipu – PTI e Itaipu Binacional e está em sua 6ª edição.

Está previsto 120 vagas para a turma de 2014 com inicio da formação a partir de julho e término previsto para Novembro de 2014. Nas áreas de hospedagem, turismo e atendimento e alimentos e bebidas.

São 500 horas de aulas teóricas e vivência prática. As aulas são gratuitas, diárias e ministradas no contra-turno escolar. Com duração de 5 meses seguidos por uma vivência profissional/estágio obrigatória de 80 horas.

As aulas irão ocorrer no Instituto Polo Iguassu que fica no Parque Tecnológico Itaipu-PTI.

Será fornecido:
Vale transporte para deslocamento
Uniforme
Lanche

Para participar:
Ter idade entre 16 e 24 anos;
Estar cursando ou ter cursado Ensino Médio na Rede Pública;
Renda familiar comprovada de até 2 salários mínimos;
Perfil para o turismo;
Disposição e disponibilidade para frequência no projeto.

Etapas da seleção:

Pré-inscrição;
Palestra de Esclarecimento e Inscrição;
Dinâmicas de grupo;
Entrevista individual;
Convocação dos selecionados.

Palestra de esclarecimento:
LOCAL: Hotel Golden Tulip Internacional Foz
Rua Almirante Barroso, 2006, Centro
DATA: 17/05/2014
HORÁRI: 14h

IMPORTANTE: é necessário trazer cópia do:
RG
CPF
Comprovante de endereço
Declaração de matrícula ou histórico escolar do ensino médio

Anúncios
 

Rodada de negócios do Trilha Jovem 21 de dezembro de 2012

http://globotv.globo.com/rpc/parana-tv-1a-edicao-foz-do-iguacu/v/quadro-sua-chance-fala-sobre-o-projeto-trilha-jovem-desenvolvido-em-foz-do-iguacu/2300600/

 

PROJETO TRILHA JOVEM INICIA FASE DE INSERÇÃO DOS JOVENS NO MERCADO 16 de novembro de 2012

Filed under: Projeto Trilha Jovem — José Antonio Küller @ 5:30 pm

Escrito por POLOIGUASSU.

O projeto teve o encerramento do Eixo 2 marcado pelas ações dos jovens na comunidade. O grupo da área de Turismo e Atendimento, formado por 30 alunos realizaram uma ação na Praça da Bíblia, apresentando os atrativos turísticos para a comunidade. Os 30 alunos da área de Hospedagem realizaram uma ação no Colégio Estadual Bartolomeu Mitre, demonstrando o funcionamento das diferentes áreas de um hotel – recepção, recreação, hospedagem. E por fim, os 30 alunos da área de Alimentos e Bebidas realizaram um café no Lar dos Velhinhos.

Todas as atividades repercutiram diretamente na formação e preparo dos jovens para o mercado de trabalho, etapa esta que marca a nova fase do projeto. A partir da segunda quinzena de novembro até o dia 18 de dezembro os jovens passam a focar suas atividades na construção do seu Plano de Vida e Carreira, etapa onde os jovens receberão capacitação de como elaborar um currículo, como apresentar-se numa entrevista de emprego e com planejar sua vida profissional. Em paralelo, a equipe de vivência profissional do projeto inicia uma visita as empresas para busca de vagas que permitam ao jovens 80h de atuação dentro da sua área de formação.

As empresas que oferecem vagas aos jovens receberão um acompanhamento do projeto e a formação de um mentor que fará a interface com o jovem durante sua vivência profissional na empresa.

O apoio das empresas é fundamental para que estes jovens tenham oportunidade de mostrar seus talentos, competências e todo o aprendizado adquirido durante o curso.

No dia 18 de dezembro será realizada uma rodada de negócios com empresários interessados que poderão conhecer e conversar com os jovens do projeto.

Empresas interessadas em contratar os jovens devem entrar em contatos no telefone 45 3576 7112 ou através do email

// trilhajovem@poloiguassu.org

//

 

Colaborando com o Setor Privado na Inclusão de Jovens 23 de maio de 2011

No número 1 da Série de Aprendizaje,  de janeiro de 2006, o Programa entra21, programa conjunto da The International Youth Foundation e  do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), publica o artigo COLABORANDO COM EL SECTOR PRIVADO: El Caso de un Proyecto entra 21 en Salvador, Bahía, Brasil, de Rodrigo Villar. O texto descreve a experiência do Projeto Trilha Jovem, em sua parceria com as empresas privadas no Setor de Turismo. Reproduzimos a seguir a Introdução do artigo.

La participación del sector privado en los proyectos de formación e inserción laboral es considerada por el Programa entra 21 como um elemento critico para el éxito. Sin el apoyo de la empresa privada, la fuente más fuerte de empleos, es difícil alcanzar las tasas de inserción laboral exigidas por este Programa regional. Al relacionarse con el sector privado, los proyectos entra 21 tienen mayores posibilidades de conocer las demandas del mercado laboral, negociar y crear pasantias y colocar por lo menos un 40% de los jóvenes capacitados en empleos dignos.

En 2005, la Fundación Internacional de la Juventud, contrató a Rodrigo Villar, un experto en el tema de la responsabilidad social en América Latina, para estudiar las relaciones forjadas entre el Instituto de Hospitalidade (IH), la agencia ejecutadora del proyecto entra 21 en Salvador, Brasil y la empresa privada de esa ciudad. Esta publicación es el producto de sus visitas y entrevistas realizadas entre agosto y octubre de 2005.

Vincular el desarrollo empresarial a la solución de problemas sociales es un reto para el sector privado em América Latina. Algunas instituciones, como el Instituto de Hospitalidade de Salvador de Bahía, Brasil se han planteado este reto a nivel de un sector industrial específico, el sector del turismo. Una de sus estrategias para abrir camino en este campo es el desarrollar intervenciones como el Proyecto de Turismo y Responsabilidad Social/entra 21 para demostrar que es posible crear alianzas que permitan generar valor económico y social y alinear una causa social con la estrategia de un negocio.

O Projeto Trilha Jovem – Turismo e Responsabilidade Socialfoi desenvolvido pelo Instituto de Hospitalidade  (IH), de Salvador (BA), e contou com o apoio da Germinal Consultoria.  Para quem se interessar, a íntegra do artigo pode ser encontrada clicando aqui.

 

O Projeto Trilha Jovem 25 de novembro de 2010

O site da Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas – FACITEC veicula a seguiinte informação sobre o Projeto Trilha Jovem – Turismo e Inclusão Social:

O Trilha Jovem – Turismo e Inclusão Social é uma iniciativa que busca desenvolver o turismo sustentável por meio da inserção de jovens capacitados em empresas desse segmento. Através de um programa de formação, os participantes desenvolvem competências nas áreas de alimentos e bebidas e viagens e turismo, e também são preparados para atender exigências mais amplas do mercado de trabalho e da sociedade, criando a oportunidade de inclusão socioprofissional desses jovens no setor do turismo. “Mais que promover a inclusão de jovens, o Trilha Jovem pretende transformá-los em protagonistas da construção do turismo brasileiro”, afirma Rafael Sanches, Presidente do Instituto de Hospitalidade.

Criado em 2004, em Salvador, o programa, que é totalmente gratuito, já beneficiou mais de 4 mil jovens em diversas cidades brasileiras. Além da capital baiana, o projeto já foi executado nas cidades do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Foz do Iguaçu (PR), Natal (RN), Recife (PE), São Luís (MA) e Brasília (DF). No Distrito Federal o projeto está em andamento por meio da parceria entre a Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas – FACITEC e o Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília – UnB.

m 2005, o Trilha Jovem foi apresentado como “caso de sucesso” na promoção da empregabilidade de jovens em evento organizado pela Fundação Internacional da Juventude – IYF, uma das entidades financiadoras do programa. Entre os fatores de sucesso estão o baixo índice de evasão, os altos índices de inclusão profissional, a satisfação dos empresários com o desempenho dos jovens e a transformação social que o programa promove, não só com os participantes, mas também em suas famílias e até mesmo nas comunidades onde estão inseridos.Esse resultado é alcançado em função da metodologia aplicada, que inclui aulas de inglês, informática, oficinas e projetos que buscam desenvolver as competências básicas necessárias para atuar no setor de turismo. O estímulo ao espírito empreendedor também é parte integrante das aulas. Os instrutores são profissionais de turismo, com conhecimentos práticos sobre a rotina das várias ocupações. O conceito pedagógico é amplo, e também busca preparar os jovens para a vida enquanto cidadãos e membros da comunidade.

O Trilha Jovem proporciona a oportunidade de vivência profissional supervisionada, associada com treinamento em empresas de alimentos e bebidas, agenciamento de viagens e meios de hospedagem, fazendo com que o jovem aprenda por meio das experiências vividas, dos problemas enfrentados e da ação desencadeada para a sua solução. A oportunidade geralmente leva a estágios e aprendizados remunerados e, em muitos casos, a contratos formais de trabalho.

O Trilha Jovem é uma iniciativa do Instituto de Hospitalidade desenvolvida com o apoio do Ministério do Turismo, Instituto Ibi, Counterpart International, com recursos da Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), e do programa entra21, uma iniciativa da Fundação Internacional da Juventude (IYF) e do Fumin – Fundo Multilateral de Investimentos, administrado pelo BID – Banco Interamericado de Desenvolvimento. Em Salvador, o programa conta com o patrocínio da Cordaid.

Projeto Trilha Jovem – Turismo e Responsabilidade Social, inicialmente denominado apenas Projeto Turismo e Responsabilidade Social (PTRS), é um programa de educação básica para o trabalho no Setor de Turismo. A primeira versão do programa derivou de uma proposta curricular desenvolvida, em 2001, pela Germinal Consultoria para o Instituto de Hospitalidade (IH), de Salvador, na Bahia.

Além da consultoria no desenho do currículo,  a Germinal criou as Referências para a Ação Docente para todas as unidades curriculares do Projeto. Esse trabalho foi realizado a partir da crítica, sistematização, reformulação e ampliação dos planos de aula utilizados nas primeiras implementações. Clicando aqui, você poderá acessar amostras do trabalho desenvolvido na construção das Referências para a Ação Docente do Programa Trilha Jovem.

Atualmente o Trilha Jovem já está implementado em Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Foz do Iguaçu. Começa a ser implementado em Brasília, São Luiz, Recife, Campo Grande e Manaus.

 

Trilha Jovem entra na segunda etapa no Distrito Federal 29 de julho de 2010

 
O site da Câmara Federal, a partir da Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing – Centro de Excelência em Turismo – CET/UnB, publicou, publicou a seguinte notícia sobre o Projeto Trilha Jovem:

 

 

Os participantes do Programa Trilha Jovem, executado no Distrito Federal pelo Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília (CET/UnB), chegou no Eixo II, cujo objetivo é promover a excelência em serviços. Para isso, os alunos contarão com algumas ferramentas específicas, como visitas técnicas e ações de plano de negócios nas áreas de viagens e turismo, hotelaria e alimentos e bebidas. Nesta fase estarão sendo preparados para a Vivência Profissional Supervisionada. Este momento é a oportunidade dos jovens conhecerem e vivenciarem as empresas e a realidade do mercado de trabalho no setor turístico.

 

O CET/UnB é a entidade executora do projeto no Distrito Federal e conta com a parceria da FACITEC. O Trilha Jovem é uma iniciativa do Instituto de Hospitalidade desenvolvida com o apoio do Ministério do Turismo, Instituto Ibi, Counterpart International, com recursos da Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), e do programa ENTRA21, uma iniciativa da Fundação Internacional da Juventude (IYF) e do Fumin – Fundo Multilateral de Investimentos, administrado pelo BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento. Em Salvador, o programa conta com o patrocínio da Cordai.
 

 

Foto Flickr -cc- por Moises

 

O Projeto Trilha Jovem nasceu de uma proposta curricular desenvolvida, em 2001, pela Germinal Consultoria para o Instituto de Hospitalidade (IH), de Salvador, na Bahia.

 

 

Essa primeira versão foi alterada pelo IH nas primeiras implementações, em 2004. Depois, em 2006, a versão original e a inicialmente implementada foram fundidas na versão atual, que ganhou dimensão nacional. A Germinal contribuiu nesse trabalho.

 

A partir da crítica, sistematização, reformulação e ampliação dos planos de aula utilizados nas primeiras implementações, a Germinal criou também as Referências para a Ação Docente (Eixos I, II e III), que são manuais que apresentam sugestão, passo a passo, de desenvolvimento de todas as unidades curriculares do Projeto. As Referências para a Ação Docente facilitam e são fundamentais na manutenção da qualidade  da expansão nacional do Projeto.

 

 

Aprendendo Inglês 17 de julho de 2010

O site Megafone, divulgou a seguinte matéria sobre o Trilha Jovem:

Em apenas e tão somente 20 dias, esses jovens estão conversando em inglês, coisa antes impossível.

Prof. José Afonso de Oliveira

Aprender um idioma é algo muito importante, hoje e sempre. Assim ter a língua nacional, falada e escrita, constitui um traço essencial na formação da nacionalidade. A professora Sandra Sgarbi consegue o “milagre” de ensinar a falar em inglês para alguns jovens envolvidos no projeto Trilha Jovem. Em apenas e tão somente 20 dias, esses jovens estão conversando em inglês, coisa antes impossível. 

Claro que tudo isso deve ser creditado à competência da referida professora e também ao seu método inovador de ensino. Sempre aprendemos um idioma, primeiro falando para só depois utilizarmos a forma escrita, aperfeiçoando na gramática e finalmente o refinamento na literatura. Inverter essa ordem de coisa, é absolutamente impossível. 

Agora para que a gente possa pensar, no Trilha Jovem, adolescentes estão sendo formados para serem agentes da área de turismo, setor esse que, expandindo-se na cidade e fora dela, é um grande gerador de novos empregos. Para que isso possa ser efetivado, esses jovens estão todos matriculados e freqüentando escolas públicas na cidade, ao mesmo tempo em que recebem, diariamente, toda uma formação altamente especializada para esse disputado mercado de trabalho. Nessa área é absolutamente fundamental aprender inglês, não tanto na teoria, muito mais na prática, na conversação, na leitura, no escrever nesse idioma. 

Isso é que pode ser denominado de educação eficiente, pois que o aluno realmente aprende, como esse aprendizado é útil para a sua vida pessoal e para a sociedade, como um todo. Assim formado ele tem a inserção na sociedade sem depender do favor, do privilégio, do poder público. Aí sim estamos caminhando para a construção de um Brasil melhor para todos. 

Essa forma de agir, com sólidas bases teóricas, mas essencialmente prática é que vai ser necessária para todo o nosso sistema educacional. Portanto esse projeto Trilha Jovem serve, e muito bem, de modelo para uma educação necessária porque altamente eficiente, no sentido de inserir as pessoas na sociedade, transformando-as em cidadãos essenciais, aumentando a auto estima de todos. Isso é mesmo trabalhar seriamente para verdadeiramente revolucionar a sociedade atual, que se transforma muito mais pelo conhecimento do que de qualquer outra forma. A transformação no passado era pelas armas, hoje pela educação. 

 

(*) José Afonso de Oliveira é sociólogo, professor universitário em Foz do Iguaçu e colaborador do MEGAFONE. Críticas, sugestões, dúvidas ou mais informações podem ser endereçadas ao e-mail pessoal do autor: afonsofoz@terra.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  

Projeto Trilha Jovem nasceu de uma proposta curricular desenvolvida, em 2001, pela Germinal Consultoria para o Instituto de Hospitalidade (IH), de Salvador, na Bahia.

 Essa primeira versão foi alterada pelo IH nas primeiras implementações, em 2004. Depois, em 2006, a versão original e a inicialmente implementada foram fundidas na versão atual, que ganhou dimensão nacional. A Germinal contribuiu nesse trabalho.

 A partir da crítica, sistematização, reformulação e ampliação dos planos de aula utilizados nas primeiras implementações, a Germinal criou também as Referências para a Ação Docente (Eixos I, II e III), que são manuais que apresentam sugestão, passo a passo, de desenvolvimento de todas as unidades curriculares do Projeto. As Referências para a Ação Docente facilitam e são fundamentais na manutenção da qualidade  da expansão nacional do Projeto.

Hoje o Projeto está implantado em 10 destinos turísticos de 10 Estados Brasileiros, incluindo: Sâo Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife,  Foz do Iguaçu. Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Natal e São Luiz.

 

 
%d blogueiros gostam disto: