Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Colégios de São Paulo fazem fusão de conteúdos de disciplinas 6 de julho de 2015

Filed under: Sem categoria — José Antonio Küller @ 1:02 pm

Clipping Educacional – 06.07.2015

Estadão Conteúdo – UOL Educação – 06/07/2015 0 São Paulo, SP

Toda quinta-feira os alunos do 5º ano do ensino fundamental da Escola Villare, em São Caetano do Sul, no ABC paulista, saem da sala para ter aula no parque. A disciplina é dada não por um professor, mas por quatro. E os estudantes aprendem conceitos de biologia, geografia e artes. A matéria, chamada de Grupo de Pesquisa Interdisciplinar (GPI), parece um projeto extracurricular, mas faz parte da grade regular, com exigência de notas e frequência.

Assim como o Villare, outras escolas particulares de São Paulo estão alterando o currículo para acrescentar matérias que vão abordar mais de uma disciplina – conceito chamado `steam` (que na sigla em inglês significa ciências, tecnologia, engenharia, artes e matemática).

`Nós ainda temos as aulas exclusivas de cada uma das disciplinas e temos essa aula que é complementar. As áreas só têm sentido quando elas se conversam. Ninguém que vai estudar Física ou Química fica só nessas disciplinas, sem abordar a Matemática, por exemplo`, disse Ligia Berenguel, vice-diretora da escola.

Outros colégios adotaram as aulas interdisciplinares para os alunos do ensino médio. É o caso do Bandeirantes, que está modificando o currículo para integrar diferentes matérias. Os alunos do 1º ano terão, a partir de 2016, aulas conjuntas, com pelo menos dois professores, nos laboratórios de química, física e biologia.

`Os alunos estarão mais autônomos, mais protagonistas e os conteúdos farão mais sentido para eles. Eles não deixarão de ser preparados para as provas mais tradicionais, como vestibulares, e ainda terão o acréscimo de um preparo de pensamento crítico, raciocínio complexo e resolução de problemas`, afirmou Cristiana Mattos de Assumpção, coordenadora de ciências do colégio.

Segundo ela, a mudança curricular no Bandeirantes é consequência de um conceito que vem sendo aplicado há 20 anos, por meio de projetos extracurriculares e de alguns trabalhos em sala de aula. `O colégio vem investindo em projetos para adquirir o know-how de como trabalhar dessa forma, avaliar os impactos na aprendizagem e capacitar os professores para repensar seu papel como educadores e sua relação com os alunos`, disse Cristiana.

Resultado

Os coordenadores dos colégios disseram ter observado que os alunos ficam mais empolgados e curiosos com os conceitos discutidos nas aulas que abordam mais de uma matéria. `Essas novas disciplinas possibilitam abrir o pensamento, criar um ambiente investigativo e promover o empoderamento dos estudantes a partir de seu processo de aprendizagem`, afirmou Luis Fernando Massagardi, orientador pedagógico do Colégio Ofélia Fonseca.

Neste ano, a escola reestruturou a grade curricular do ensino médio, reduzindo a carga horária exclusiva de algumas disciplinas para que fossem abordadas em aulas por área. Os alunos do 2º ano passaram a ter uma nova disciplina, Ciências da Natureza, com professores de biologia, química e física. Já os do 3º ano ganharam duas novas matérias: Linguagens, com um professor de Língua Portuguesa e outro de Literatura; e Política e Sociedade, com professores de história e filosofia.

`Quando apresentamos o conteúdo por áreas, o aluno passa a ver mais sentido no que está sendo estudado. Ele vivencia um processo independente dessa ou daquela disciplina, e nesse caminho ele vai se apropriando dos conhecimentos específicos`, disse Massagardi. Ele também afirmou que as aulas com mais de um professor em sala permitem que um mesmo assunto seja abordado de formas diferentes.

Para as escolas, esse é um caminho para o ensino nos próximos anos. Mesmo nas aulas que abordam uma única disciplina, os professores têm sido incentivados e cobrados para que tentem ampliar os conceitos e, assim, mostrar a aplicação do que é ensinado. `Essa tendência de trabalhos interdisciplinares já vem sendo apontada como formato necessário para suprir as demandas da formação de um cidadão no século 21`, disse Cristiana.

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s