Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Jovem Aprendiz Rural na Agrishow 19 de junho de 2009

A visita de turmas do Programa Jovem Aprendiz Rural à Agrishow, de Ribeirão Preto, foi matéria de capa do Informativo FAESP – SENAR/SP, edição de maio de 2009. A seguir, reproduzimos um excerto da notícia pubicada.

 

image  Mais uma vez, coube ao Sistema FAESP-Senar /SP trazer brilho a mais uma edição da Agrishow. Em 2009, a mostra foi marcada pela ausência dos grandes fabricantes de máquinas, trazendo como consequência quebra de negócios e de público. Mas, mesmo assim, os presidentes de sindicatos rurais, produtores, participantes dos Programas de Formação Profissional Rural Jovem Aprendiz, ProLeite e Ovinocultura, compareceram maciçamente ao evento e ao estande da instituição, garantindo um grande fluxo de pessoas à mostra.

 

Todos foram recebidos pelo Presidente Fábio Meirelles que, em mensagem especial dirigida aos participantes dos programas, afirmou que o aprendizado é um processo contínuo, “sempre temos o que aprender e é esta busca incessante por novos conhecimentos que nos mantém vivos e ativos, no decorrer da vida.” Disse que em um País em constante desenvolvimento como o Brasil é necessário, cada vez mais, a profissionalização, ”devemos sempre ampliar os nossos conhecimentos para que tenhamos condições de competitividade no mercado de trabalho”.

 

Ressaltou também que para o trabalho no meio rural é necessário que exista vocação, “porque senão não haverá condições de permanênciana atividade”. Conclamou os jovens para que tenham um ideal, “o ideal deve ser permanente para que sempre prossigamos com ânimo na nossa jornada”. Afirmou que atualmente existe integração entre o mundo urbano e o rural, “não importa se a escolha for para o meio rural ou o urbano, o fundamental é que a escolha seja de acordo com a vocação de cada um, o seu objetivo de vida, pois assim estarão trilhando o caminho certo para que consigam o êxito na sua profissão”.

 

Interesse
A possibilidade de conhecer, na prática, as máquinas e implementos agrícolas e ver de perto outras tecnologias para aplicação em fazendas e plantações foram o grande ponto de interesse dos jovens aprendizes rurais que visitaram a AGRISHOW. “É uma oportunidade única estar aqui”, comemorou o aprendiz de 15 anos, Renato Ramos da Silva, da caravana de Santa Rita d’Oeste.

 

Segundo Meirelles, a sucessão familiar nos empreendimentos do meio rural sempre foi uma grande tradição no Brasil, pois ela representa não apenas a transferência de patrimônio para as gerações descendentes, “ela significa também a transmissão e perpetuação das raízes, da cultura e da própria afirmação da vocação do homem do campo. Entretanto, as mudanças na economia moderna e no modo de vida das pessoas têm tornado nossa sociedade mais urbana e menos rural. Os jovens têm se afastado do meio rural cada vez mais cedo, buscando as cidades e, cada vez mais, as grandes áreas metropolitanas.

 

Esses jovens não procuram apenas trabalhar nas cidades, onde as oportunidades e o nível salarial podem ser bem mais atrativos, eles vão também atrás de educação, cultura e o estilo de vida urbano”. Afirmou que, a partir da constatação do contínuo êxodo dos jovens e do envelhecimento da população rural, a FAESP e o SENAR têm demonstrado grande preocupação com a questão, levando as entidades a buscar alternativas para valorizar o homem do campo, elevar a lucratividade, criar maiores oportunidades e elevar o bem-estar das famílias no meio rural. “Assim, as entidades, além de apoiar as escolas agrícolas e aspesquisas ligadas às ciências agrárias, desenvolvem programas de alfabetização e de capacitação rural nas mais diversas áreas, cobrindo temas que vão desde a aplicação de vacinas até o completo gerenciamento das propriedades rurais”.

 

Com o objetivo específico de manter os jovens empreendedores rurais no campo é que foi desenvolvido o Programa “Jovem Aprendiz Rural”. Em 2008, o programa contou com 74 turmas, 2.590 participantes e carga horária total de 44.400 horas. Ações educacionais também são promovidas visando ao desenvolvimento integral de crianças e adolescentes.

 

 

AnnaMaryRobertsonOakenBucke

O Programa Jovem Aprendiz Rural, destinado aos jovens oriundos do campo e aprendizes, foi desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo. Busca desenvolver competências básicas para o trabalho, competências gerais para o trabalho rural e competências para o empreendedorismo.

 

Para o desenvolvimento dessas competências, tem uma organização curricular composta por Projetos e Oficinas, como pode ser visto aqui.

 

Para cada um dos componentes curriculares foi elaborado um manual para o coordenador docente e uma Cartilha do Aprendiz, de modo a propiciar um referencial para a ação docente, um material de apoio para os alunos e facilitar a integração e o treinamento dos professores do Programa. Para conhecer agumas amostras desses manuais, clique aqui.

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s