Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Resultados do ENEM e Arquitetura Escolar 23 de abril de 2009

 

O título deste post estabelece uma relação que não sei se existe. Não sei se a arquitetura escolar influencia de alguma forma os resultados do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

 

A possiblidade da existência de uma relação foi-me suscitada por um artigo da revista da Folha de São Paulo, do último domingo (19/04/2009). A matéria referia-se ao Colégio de Aplicação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP). Nela, encontramos a informação que o Colégio de Aplicação ficou em primeiro lugar entre as escolas públicas (excetuando-se as técnicas) do município de São Paulo, no último Enem, com média de 63,4 contra a média geral de 48,7.

 

Como estava procurando referências para mais uma participação na blogagem coletiva Arquitetura e Educação , proposta pelo blog Boteco Escola, chamou-me a atenção a foto que ilustra a matéria e que reproduzimos ao lado. A foto é da sala de aula da quinta série do Colégio de Aplicação da USP.

 

Até agora, a minha participação na blogagem coletiva privilegiou a discussão sobre o projeto de construção da sala de aula e os dispositivos arquitetônicos que ele supõe e induz e ela abriga (os interessados podem acessar os posts: Arquitetura escolar e indução pedagógica; Blogagem coletiva sobre Arquitetura e Educação e Escola do futuro-). Daí, o interesse na foto.

 

Observem que a sala de aula retratada é adequada para o desenvolvimento do que temos denominado Aprendizagem Criativa. As mesinhas individuais são móveis e seu formato permite a organização delas em pequenos grupos, em grande círculo ou em semicírculo. O tamanho da sala permite essas organizações das mesinhas. O espaço é amplo permitindo múltiplos usos, incluindo os necessários para operar estratégias que impliquem em ações coletivas, envolvendo todos os alunos da sala. O piso e as paredes podem ser utilizados para apoiar estratégias que impliquem em produção e exposição de trabalhos escritos, desenhados, moldados (esculturados) ou pintados pelos alunos.

 

Também é interessante notar, que embora sendo possível outras configurações, a sala de aula está organizada para o que Muchielli denominou de situação de informação-espetáculo ou em dispositivo em arcos concêntricos, que, como ele observou,”destrói toda a eficácia de uma discussão, no decorrer da qual o animador deseje suscitar interações”.

 

Independentemente do uso retratado na foto, dela e da reportagem surgiu-me a pergunta: existe alguma relação entre o espaço físico da sala de aula, incluindo os dispositivos arquitetônicos que ela comporta, e os resultados do Enem?

 

Vou iniciar uma pré-investigação nesse sentido. Quem puder colaborar, por ter indicações que afirmem ou rejeitem a existência da relação, será bem recebido no espaço para comentários.

Anúncios
 

One Response to “Resultados do ENEM e Arquitetura Escolar”

  1. Isabella Chaves Carvalho Says:

    Acredito sim na relação da arquitetura escolar com o Enem. Isso porque o espaço, quando bem elaborado, é capaz de exercer influência positiva no aluno, gerando seu bom desempenho nas atividades, o que leva a resultados satisfatórios na avaliação do ENEM.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s