Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Prefeitura de Guaratinguetá (SP) assina termo de parceria para implantação do Projeto Jovem Aprendiz 2 de abril de 2009

 

O site AgoraVale, na edição de 26/03/2009,  veicula notícia sobre o Programa Jovem Aprendiz Rural. Reproduzimos, a seguir, a nota completa. As fotos foram incluídas por nós.

 

Jongo em Guaratinguetá - Foto c/celular

Jongo em Guaratinguetá - Foto c/celular de Rodrigo Dionisio

 “Guaratinguetá assina, nesta segunda-feira, 30, termo de parceira com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) para a implantação do Projeto Jovem Aprendiz.

 

O Programa Jovem Aprendiz Rural visa ao desenvolvimento das competências básicas e gerais necessárias a todo tipo de trabalho produtivo na agricultura e na pecuária.

 

Destina-se também às competências do empreendedorismo, requeridas para potencializar o já existente espírito empreendedor rural, seja para estimular inovações nas organizações existentes, seja para incentivar novos empreendimentos, que assegurem renda à população jovem já capacitada”, completa o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Washington Agueda, que estará presente na cerimônia.

 

O ato oficial será na Escola Municipal André Freire, na Colônia do Piagui, devendo também contar com as presenças do prefeito Junior Filippo, vice-prefeito Miguel Sampaio, do presidente do Sindicato Rural de Guaratinguetá, Paulo Augusto Lucchesi, representando o Senar,  e da secretária de Educação Gilda Cortez.

 

O secretário Washington explica que, entre os convidados para o evento estão as associações de produtores e moradores rurais, a Cooperativa de Laticínios de Guaratinguetá, o Sebrae, o Senac,  a CATI, a Câmara Municipal, a ACEG, as empresas Basf, Jem Sistemas Agroecológicos, Artorgânica e Companhia da Terra, além da imprensa e produtores rurais.

 

O programa atenderá a jovens de 14 a 17 anos incompletos, que estejam cursando o ensino fundamental ou programas de educação de jovens e adultos (no mínimo na 5ª série), ou que tenham concluído o ensino fundamental, contratados ou não como aprendizes em organizações agropecuárias.

 

Didaticamente, o programa é estruturado com carga horária total de 600 horas, distribuídasem 150 dias letivos, com aulas de quatro horas diárias, em 19 módulos (projetos e oficinas), como segue:

1.Projeto de ação comunitária (20 horas)

2.Oficina de ética e cidadania (20 horas)

3.Oficina promoção da saúde (20 horas)

4.Projeto de vida (20 horas)

5.Oficina aprender a aprender (20 horas)

6.Oficina de comunicação oral e escrita (20 horas)

7.Projeto profissional (20 horas)

8.Oficina de atendimento ao cliente (20 horas)

9.Oficina de trabalho em equipe (20 horas)

10.Oficina tecnologia da informação (28 horas)

11.Projeto articulador – tornar uma área produtiva de forma sustentável (200 horas)

12.Estudos de agricultura polivalente (24 horas)

13.Estudos de pecuária polivalente (24 horas)

14.Oficina de manutenção de propriedades agrícolas (24 horas)

15.Oficina de recuperação de áreas degradadas (28 horas)

16.Projeto de empreendimento agrícola (32 horas)

17.Oficina de marketing e comercialização (20 horas)

18.Oficina de elaboração de projetos (20 horas)

19.Estudos de gestão de recursos humanos (20 horas)

 

A primeira turma a ser capacitada em 2009 é composta por 30 alunos da região agrícola da Colônia do Piguaí. Nos próximos anos, a metodologia deve estender-se para outras comunidades rurais do município.

 

Essa parceria entre a Prefeitura Municipal de Guaratinguetá e o Senar conta com o apoio do Sindicato Rural de Guaratinguetá, das secretarias municipais de Agricultura e Meio Ambiente e de Educação, além da produtora rural Giani Bresolin, proprietária do Sitio Santa Cruz, que cedeu parte da sua propriedade, ao lado da Escola André Freire, para o desenvolvimento prático do projeto.”

 

Jovem Aprendiz Rural de Itu (SP)

Jovem Aprendiz Rural de Itu

O Programa Jovem Aprendiz Rural, destinado aos jovens oriundos do campo e aprendizes, foi desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo. Busca desenvolver competências básicas para o trabalho, competências gerais para o trabalho rural e competências para o empreendedorismo.

 

 

 Para o desenvolvimento dessas competências, tem uma organização curricular composta por Projetos e Oficinas, como pode ser visto aqui.

 

 

Para cada um dos componentes curriculares foi elaborado um manual para o coordenador docente e uma Cartilha do Aprendiz, de modo a propiciar um referencial para a ação docente, um material de apoio para os alunos e facilitar a integração e o treinamento dos professores do Programa. Para conhecer agumas amostras desses manuais, clique aqui.

 

Os Manuais do Instrutor (coordenador docente) e/ou as Cartilhas do Aprendiz de todos os componentes curriculares do Programa já foram publicados na Internet pelo SENAR. Para acessá-los, utilize os links que incluimos na coluna à esquerda do blog em: Aprendiz Rural – textos elaborados pela Germinal.

Anúncios
 

One Response to “Prefeitura de Guaratinguetá (SP) assina termo de parceria para implantação do Projeto Jovem Aprendiz”

  1. larissa rocha nogueira Says:

    Eu quero muito trabalhar apesar desse ser o meu primeiro emprego
    mais é bom pra mim desenvolver minha capacidade de mostrar o que
    eu sei fazer


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s