Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Programas de Aprendizagem 25 de junho de 2008

A Germinal Consultoria acumulou uma experiência consistente no desenvolvimento de Programas de Aprendizagem.

A Aprendizagem é uma modalidade de educação profissional. É caracterizada por combinar situações de aprendizagem que ocorrem na empresa e em ambientes especificamente destinados à educação, simultânea ou alternadamente. Destina-se aos jovens com vínculo empregatício caracterizado pelo contrato de aprendizagem, previsto em lei.

“Contrato de aprendizagem é o contrato de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de quatorze anos e menor de 18 anos, inscrito em programa de aprendizagem, formação técnico-profissional metódica, compatível com seu desenvolvimento físico, moral e psicológico, e o aprendiz, a executar com zelo e diligência, as tarefas necessárias a essa formação”(1). Posteriormente, o limite de idade para o contrato de aprendizagem foi ampliado para 24 anos(2).

A lei também determina que a validade do contrato de aprendizagem exige a  inscrição em programa de aprendizagem, desenvolvido sob orientação de entidade qualificada em formação técnico-profissional metódica. Desenvolver uma aprendizagem metódica é a principal razão para se desenhar um Programa de Aprendizagem em qualquer ramo de atividade.

Programa Jovem Aprendiz Rural

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional de São Paulo (SENAR/SP), como entidade qualificada na formação técnico-profissional metódica, colocou à disposição das empresas de sua base de contribuição, desde 2006, um projeto educacional que possibilita o atendimento das determinações legais.

O Programa “Jovem Aprendiz Rural” foi integralmente desenvolvido pela Germinal, com supervisão dos técnicos do SENAR, entre 2004 e 2006. A primeira implementação aconteceu em 2006, em cinco cidades do Estado de São Paulo (Batatais, Jundiai, Itapetininga, Botucatu, Santa Fé do Sul, São Manuel,  Ribeirão Bonito). Houve a ampliação, em 2007, para mais trinta e oito cidades do Estado, totalizando um atendimento de mil jovens. A partir de 2008, previa-se o atendimento a cerca de 100 cidades no Estado de São Paulo e para mais de 3.000 jovens entre 14 e 17 anos de idade.

Referências na internet

 Na internet existem, entre muitas outras, as seguintes referências sobre o Programa:

1. “Por se tratar de uma parceria, a prefeitura de Batatais, com o empenho do prefeito José Luis Romagnoli, disponibilizou o espaço e os materiais necessários para dar viabilidade ao projeto. O Sindicato Rural e o Senar oferecem pessoal capacitado e o material didático. “A implantação desse curso é mais um sonho que se torna realidade”, destacou o prefeito Zé Luis.” Matéria no site da Prefeitura de Batatais(SP) informando sobre a início da primeira Turma do Programa Jovem Aprendiz Rural na cidade, em 2006.

 2. “Em 2007 participam 35 alunos, com um total de 600 horas de curso e 150 dias letivos. São alunos da EMEF Sebastião de Camargo Pires, EMEF Basílio Consoline, EMEF Profª Mara Cabral Simões Alegre e EMEF Profª Vera Lúcia Carride Palma.” Informação publicada no site da Secretaria de Educação da Prefeitura Municapal de Itatiba (SP).

3.”Preparar o futuro homem do campo, e colocá-lo em contato com o uso de novas tecnologias e métodos de trabalho. Estes são os objetivos do Programa Jovem Aprendiz Rural , fruto da parceria entre a escola José Inocência Moreira , em Bernardino de Campos, na região de Ourinhos, e o Sindicato Rural de Bernardino de Campos (SRBC). Matéria publicada, em 2007, no site da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

4. “O Sindicato Rural de São Manuel e o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem rural) com parceria das Prefeituras de São Manuel e Pratânia informam aos interessados que estão abertas as inscrições  para o Programa jovem Aprendiz Rural, sendo uma turma em São Manuel e outra em Pratânia”. Notícia no site da Prefeitura de Pratânia (SP), em 2008, mostrando um pouco da forma como o Programa se expande.

5. “A grande novidade para este ano, porém, é o lançamento do Programa Jovem Aprendiz, que está previsto para começar em março nas cidades de Agudos e Presidente Alves. “Como este é o primeiro ano do programa na região, começaremos aos poucos”, explica o presidente do sindicato, Maurício Lima Verde, adiantando que, para os próximos anos há a intenção de implementar a iniciativa em outras cidades, inclusive Bauru”. Notícia de 2008, no Jornal Cidade de Baurú.

Laboratório de informática da Associação Anália Franco que será usado pelo “Jovem Aprendiz Rural” – Sorocaba (SP)

6. “Numa cerimônia realizada na tarde do último sábado, 1º de dezembro, a Associação Anália Franco celebrou, em Itapetininga, seus 106 anos de fundação. Na ocasião, a entidade apresentou aos pais, convidados e autoridades presentes os trabalhos que as crianças atendidas produziram ao longo do ano, os vencedores do Ateliê de Fotografia (concurso fotográfico) e o Laboratório de Informática, que também será utilizado pelos participantes do Programa “Jovem Aprendiz Rural”. Notícia publicada no Diário de Sorocaba (SP), em 2008.

7. “Esta é uma grande oportunidade de capacitação profissional dos jovens, já que os alunos terão à disposição: instrutores especializados, material didático, alimentação, transporte, ferramentas e insumos para as práticas, tudo gratuitamente. Os assuntos abordados serão: agricultura, pecuária e gestão, além de enfatizarem as cadeias produtivas do agronegócios local, como olericultura, cafeicultura, plasticultura, bovinocultura de leite, caprinocultura e ovinocultura. O curso será ministrado na Escola Municipal Agroflora, no Bairro da Bocaina, com aulas diárias, de segunda a sexta, com carga horária de 04 horas, num total de 600 horas, iniciando em março e finalizando em novembro.” Anúncio publicado em 2008, no site da Prefeitura Municipal de Bragança Paulista (SP).

8. “Na “área experimental” aprende-se a lidar com a terra, a plantar e a montar os canteiros, com a ajuda de professores e alunos que já tinham um pouco de conhecimento. No decorrer desse curso, estamos aprendendo a dividir o trabalho em grupo, com cada um fazendo a sua parte e tendo em cada grupo um lider para ajudar no que sabe e aprender com os outros. O lider tem que ser uma pessoa muito correta e tem que saber lidar com seus companheiros. Quem aprende não esquece…”

O texto anterior é do blog da turma de 2007 da cidade de Itu (SP). Cada grupo cria um ou mais blogs como parte das experiências de aprendizagem da Oficina de Informática. Além desse, apresentado como exemplo, na internet é possível rastrear muitos blogs do “Jovem Aprendiz Rural”. Ver, como outro exemplo, o de Catanduva: http://jovemaprendizruralcatanduva.spaceblog.com.br/

Amostras de Trabalho do Jovem Aprendiz Rural

Em outros posts pubicamos excertos do Programa de Aprendizagem “Jovem Aprendiz Rural”. Os excetos devem ser encarados como amostras do trabalho que pode ser desenvolvido pela Germinal. O Programa é composto por cinco projetos (Projeto de Vida, Projeto de Ação Comunitária, Projeto profissional, Projeto de Empreendimento Agrícola e, ainda, um grande projeto articulador denominado Tornar uma Área Produtiva de Forma Sustentável),  que articulam oficinas, relacionadas com as cinco dimensões educativas do Programa: ser pessoa; ser cidadão; ser profissional; ser empreendedor e ser profissional da agricultura e e ser profissional da pecuária.

Para todos os projetos e oficinas foram desenvolvidos Manuais do docente e Cartilhas do aprendiz. Os manuais e cartilhas trazem uma sugestão de desenvolvimento, passo-a-passo, do Programa. Os links a seguir dão acesso a pequenos recortes do complexo trabalho que foi desenvolvido.

  • AMOSTRA I: Porgama Jovem Aprendiz Rural (Competências, Objetivos, Perfil Profissional e Estrutura Curricular
  • AMOSTRA II: Oficina Aprender a Aprender
  • AMOSTRA III: Oficina de Trabalho em Equipe
  • AMOSTRA IV: Projeto Articulador
  • AMOSTRA V: Oficina de Recuperação de Áreas Degradadas
  • AMOSTRA VI: Oficina de Comunicação Oral e Escrita
 

6 Responses to “Programas de Aprendizagem”

  1. Olá, Kuller,
    estive há algumas semanas, com os meus alunos do Ensino Médio, no assentamento Bela Vista e vi que há uma turma do Jovem Aprendiz Rural por lá.
    Bom ver mais informações aqui, pois não deu tempo de ir mais adiante na conversa.
    abço
    Lilian Starobinas
    p.s. conheça tb o meu blog http://sobrehistoria.wordpress.com

  2. […] Oral e Escrita, Eixo I – Competências Básicas para o Trabalho,  dimensão Ser Pessoa,  do  Programa Jovem Aprendiz Rural.  O Programa foi totalmente desenvolvido pela Germinal Consultoria para o Serviço Nacional de […]

  3. […] Oral e Escrita, Eixo I – Competências Básicas para o Trabalho,  dimensão Ser Pessoa,  do  Programa Jovem Aprendiz Rural.  O Programa foi totalmente desenvolvido pela Germinal Consultoria para o Serviço Nacional de […]

  4. […] Portal BIOcana publicou a seguinte notícia sobre o Jovem Aprendiz Rural, programa desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São […]

  5. […] Jornal Cruzeiro do Sul de Itapetininga (São Paulo) publicou a seguinte notícia sobre o Jovem Aprendiz Rural, programa desenvolvido pela Germinal Consultoria para o […]

  6. […] Oral e Escrita, Eixo I – Competências Básicas para o Trabalho,  dimensão Ser Pessoa,  do  Programa Jovem Aprendiz Rural.  O Programa foi totalmente desenvolvido pela Germinal Consultoria para o Serviço Nacional de […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s